O leite materno é o melhor e mais completo alimento para o bebê, e além de suprir todas as necessidades nutricionais da criança ainda proporciona proteção contra doenças, imelhoria na, na articulação da fala e da respiração e  no relacionamento da mamãe com o filho/a.

 

Mamães que amamentam tem uma diminuição do sangramento após o parto bem como ficam mais protegidas contra o  diabetes tipo   ii, contra os cânceres de mama, ovário e útero (endométrio) e contra a osteoporose., além de promover mais rápida volta ao peso pré gestacional

 

Recomenda-se o aleitamento materno exclusivo, por livre demanda (quando o bebê tiver vontade – sem horários fixos) durante os 6 primeiros meses de vida, não havendo necessidade de oferecer água, chá ou sucos.

Após os 6 meses deve-se introduzir novos alimentos, mas sempre com a orientação do pediatra.

Toda mulher é capaz de produzir leite, não existindo leite fraco.

A sucção realizada pelo bebê é que desencadeia e mantém a produção de leite.

Ao amamentar sempre iniciar as mamadas pelo peito que terminou a anterior e sempre esvaziar completamente uma mama antes de oferecer a outra (não use o relógio).

É normal que enquanto estiver dando de mamar apareçam cólicas no baixo ventre e um pequeno aumento do sangramento vaginal.

 

Nunca deixar as mamas pendentes e nem muito apertadas (use soutien específico e sempre de algodão).

Os mamilos não devem ser abafados (utilize protetores de plástico ou silicone), mantidos sempre secos, e para serem limpos deve-se usar o próprio leite. Na hora do banho lavá-los somente com água.

 

Antes de amamentar lavar as mãos com água e sabão. Procure um local tranqüilo e uma posição confortável. Encoste a barriga do bebê a sua barriga e faça com que ele abocanhe toda a aréola. Não há necessidade de empurrar a cabeça do bebê e de se preocupar com as narinas.

Após as mamadas sempre fazer o bebê arrotar e depois colocá-lo deitado de lado.

 

A mulher que amamenta tem mais fome, mas mesmo assim deverá evitar os abusos e as guloseimas tendo sempre uma alimentação saudável e balanceada e Ingerir no mínimo 2 litros de água por dia. Não existem alimentos que prejudiquem o leite, porém o abuso de certos alimentos pode provocar cólicas ou alergias no bebê.

 

O uso de bicos artificiais, mamadeiras e chucas deve ser desencorajado, pois diminuem a produção de leite e levam a um desmame precoce além de facilitar o aparecimento de infecções na boca, diarréias e problemas na fala e na dentição do bebê.

 

As fissuras (bico rachado) só ocorrem se houver falha na técnica da amamentação. Quando ocorrem não se deve interromper a amamentação e procurar tratá-las passando o próprio leite no local.

Expor as mamas ao sol e mantê-las arejadas ajuda muito a resolver o problema. Tomar muito cuidado com o uso de produtos naturais (casca de banana – própolis) que podem ser fontes de germes e provocar infecções na mãe e no bebê.

 

No caso de ocorrer ingurgitamento mamário (mamas empedradas) as mamas devem ser massageadas com as mãos espalmadas fazendo movimentos circulares em direção aos mamilos.procurando fazer um movimento de ordenha.  Só oferecer o peito afetado depois que o mamilo estiver amolecido.

 

As mulheres que trabalham: deverão dez dias antes de reiniciar suas atividades deverão, como forma de treinamento,  retirar e armazenar o excedente do leite.

Após reiniarem suas atividades laborativas deverão oferecer o peito antes de sair de casa para o trabalho e assim que retornar. Nos dias de folga ofereça o peito a vontade

Durante oexpediente de  trabalho, e quando possível,  retire o leite no horário das mamadas e guarde em recipiente estéril no freezer.

Avisar para quem cuidar do bebê que odereça o leite ordenhado com colher, copo ou xícara e ligeiramente amornado (banho Maria).

O leite materno não pode ser fervido.

 

Para armazenar o leite lave as mãos com água e sabão e utilize recipiente de vidro lavado e fervido por 10 minutos. Fazer a ordenha diretamente no vidro desprezando os primeiros jatos. Não falar durante a ordenha e cobrir o nariz e a boca com uma máscara ou um lenço.

O leite humano pode ser conservado na temperatura ambiente por 6 horas, na geladeira por 24 horas e no freezer por 20 dias.

Conservar sempre o frasco de coleta fechado com tampa estéril.

 

SEU BEBÊ NÃO NECESSITA DE NENHUM OUTRO ALIMENTO POR 6 MESES!

 

NÃO TENHA PRESSA AO AMAMENTAR. RELAXE

 

NÃO USE MAMADEIRA

 

QUANTO MAIS O BEBÊ MAMAR MAIS LEITE SERÁ PRODUZIDO

 

NÃO COLOCAR NAS MAMAS COMPRESSAS QUENTES OU FRIAS

 

NÃO HÁ SIMPATIA CAPAZ DE MODIFICAR A QUANTIDADE

E A QUALIDADE DO LEITE

 

SEXO NÃO ATRAPALHA A AMAMENTAÇÃO

 

NEM TODO CHORO DO BEBÊ SIGNIFICA FOME

 

NÃO FUME E NÃO USE BEBIDAS ALCOÓLICAS

 

NÃO TOME MEDICAMENTOS SEM ORDEM MÉDICA

 

 

Quando o bebê é alimentado apenas

com o leite de seu peito a menstruação poderá

demorar longos períodos para retornar.

 

O aleitamento materno exclusivo já é um método

anticoncepcional, desde que a mulher não

tenha menstruado, que o intervalo entre as

mamadas não ultrapasse tres horas e que

nenhum outro alimento (mesmo água)

seja oferecido ao bebê.

 

A eficácia desse método não é totalmente

garantida e não protege contra DST/AIDS.

Geralmente não há com o que se preocupar

nas primeiras seis semanas após o parto,

depois disso, mesmo que você esteja

amamentando somente no peito é bom

acrescentar algum outro método contraceptivo.

Aleitamento Materno

Rua Dr. Antonio Cândido Vieira, 655

Centro -  Mogi das Cruzes - SP CEP 08780-030

 

Fale com o doutor: amaralgennari@ig.com.br

Telefones:

(WhatsApp) 

(11) 9 6060 09 88 

 

© 2014 por Carlos Eduardo Gennari.