Sinônimos:

Secreção vaginal

O corrimento vaginal se refere às secreções da vagina.

 

O corrimento vaginal pode variar em:

·   Consistência (espesso, pastoso, ralo)

·   Cor (límpido, turvo, branco, amarelo, verde)

·   Odor (normal, inodoro, mau cheiro)

 

 

Causas

 

As seguintes situações podem aumentar o volume de corrimento vaginal normal:

·  Estresse emocional

·  Ovulação (a produção e liberação de um óvulo do ovário na metade do ciclo menstrual)

·  Gravidez

·  Excitação sexual

 

 

Uma das doenças que causam corrimento vaginal é candidíase O corrimento vaginal anormal pode ser devido a:

 

·  Vaginite atrófica (vista em mulheres na menopausa, que têm baixos níveis de estrogênio)

·   Vaginose bacteriana - as bactérias que normalmente vivem na vagina aumentam em quantidade, provocando um

    corrimento cinza com cheiro de peixe que piora depois do ato sexual.  A vaginose bacteriana geralmente

    não é transmitida sexualmente.

 

·   Câncer cervical ou vaginal (raramente uma causa de corrimento excessivo)

·   Clamídia

·   Vaginite descamativa e líquen plano

·    Absorventes internos esquecidos ou corpo estranho

·    Gonorreia

·    Outras infecções e doenças sexualmente transmissíveis

·    Tricomoníase

·     Candidíase

 

 

Saiba mais

 

·   Corrimento vaginal pode indicar doenças infecciosas e até DSTs

·   O corrimento vaginal estiver associado à febre ou dor pélvica ou abdominal.

·    Tiver sido exposto a um parceiro sexual com gonorreia, clamídia ou outra

     doença sexualmente transmissível.

·    Tiver aumento na sede ou no apetite, perda de peso inexplicável,

·    Frequência urinária aumentada ou fadiga (esses podem ser sinais de diabetes).

 

 

Também ligue se:

 

·         Uma criança tiver corrimento vaginal antes de chegar à puberdade.

·         Achar que seu corrimento vaginal pode estar relacionado a

         um medicamento.

·         Achar que pode ter uma doença sexualmente transmissível ou

         que pode ter sido exposto.

·         Seus sintomas piorarem ou durarem mais de uma semana,

         apesar das medidas de cuidado caseiro.

·         Tiver bolhas ou outras lesões na vagina ou na vulva

          (órgãos genitais externos).

·         Tiver ardor para urinar ou outros sintomas urinários -

           você pode ter uma infecção do trato urinário.

 

 

Considerações

 

Ter uma determinada quantidade de corrimento vaginal

é normal, principalmente se você estiver em idade fértil.

As glândulas do colo do útero produzem um muco transparente.

Essas secreções podem se tornar brancas ou amarelas quando

expostas ao ar. Elas são variações normais.

A quantidade de corrimento vaginal produzida pelas glândulas do colo

uterino varia durante o ciclo menstrual. Isso é normal e depende da

quantidade de estrogênio em circulação no corpo.

Também é normal que as paredes da vagina liberem algumas secreções.

A quantidade depende dos níveis de hormônio no corpo.

 

Saiba mais

 

Ficar sem calcinha após o banho evita o corrimento

 

O corrimento vaginal que muda de repente de cor, cheiro ou consistência,

ou que aumenta ou diminui de volume de forma significativa, pode indicar

um problema subjacente, como uma infecção.

O tratamento depende da doença subjacente. Supositórios, pomadas ou

antibióticos podem ser receitados. Podem ser necessários medicamentos

por via oral para tratar determinadas infecções por fungos ou tricomoníase.

Seu parceiro sexual também pode necessitar tratamento.

 

Exames

 

Os exames de diagnóstico que podem ser realizados para

 corrimento vaginal incluem:

 

·  Culturas do colo do útero

·  Exame do corrimento vaginal no microscópio

·  Papanicolau

 

 

Corrimento Vaginal

Rua Dr. Antonio Cândido Vieira, 655

Centro -  Mogi das Cruzes - SP CEP 08780-030

 

Fale com o doutor: amaralgennari@ig.com.br

Telefones:

(WhatsApp) 

(11) 9 6060 09 88 

 

© 2014 por Carlos Eduardo Gennari.